depressão

The Making of Harry Potter

18.2.13

Imagino que já dê para perceber, só pelo título, que o dia de ontem foi mágico. E também acho que já ficou bem claro, por esse blog, o quanto o universo de Harry Potter significa pra mim. Então não vou repetir a mesma coisa de sempre; basta dizer que sem a obra da J.K. Rowling:


1) Eu não teria tanto gosto pela leitura e escrita;
2) Consequentemente eu não teria entrado no curso de Jornalismo - já viu jornalista que não curte ler nem escrever?;
3) Não faria ou manteria amizades que hoje estão entre as que eu mais valorizo;
4) Resumindo, eu seria uma pessoa bem diferente da que sou hoje. E não é exagero, a série fez parte da minha vida por 13 anos!

Tenho proficiência em HP, hein
Mas voltando ao assunto do post: no último domingo, 17, fui ao Warner Bros. Studio Tour - The Making of Harry Potter. Eu tinha comprado o ingresso ainda no Brasil, especificamente porque essa é a wand week (semana da varinha), então haveria várias coisas especiais no tour. O lugar é super longe - peguei um ônibus, dois metrôs e um trem e foram pouco mais de duas horas de viagem. Ao descer da estação de trem em Watford Junction, é possível pegar o ônibus do tour por £2 ida e volta. Na hora que saímos do ônibus e demos de cara com a placa enorme do estúdio e as peças gigantes de xadrez bruxo do lado de fora, foi aquela gritaria. 


SPOILER! Continuar lendo a partir daqui é de sua inteira responsabilidade ;)

Estava muito muito frio (e já tinha escurecido), então tiramos algumas fotos do lado de fora, pegamos rapidinho os ingressos na bilheteria (pagos online alguns meses antes, £29) e entramos. Mais gritaria. O átrio é cheio de fotos gigantes do elenco dos filmes, tem um Ford Anglia Azul pendendo do teto e uma daquelas bolas gigantes do planetário. Ao entrar na fila, dá para ver também o armário sob a escada onde o Harry dormia até os 11 anos de idade. Claro que ao ouvir a trilha sonora chorei mais um pouquinho: é tudo duplamente nostálgico e especial pra mim! Nós entramos em uma sala bem no estilo dos parques de Orlando, aquelas onde sempre passa um filminho antes da atração começar. Assistimos um vídeo sobre o poder e o alcance dos livros e filmes da Rowling, o quanto os fãs são die hard e tal (vide nosso grupo) e o guia explicou algumas coisas sobre o passeio.
"The cupboard under the stairs"

Passamos para outra sala, um cinema. Agora Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint estavam na tela falando sobre a experiência de gravar os filmes, como era a vida no estúdio, a equipe, etc. No momento que eles saem pela porta do Salão Principal, a tela levanta para dar lugar à porta de verdade. Nesse momento é claro que eu e algumas amigas gritamos como crianças de 7 anos. Era muito lindo! O guia chamou aniversariantes e voluntários para abrirem as portas e entrarmos. O salão é menor do que parece nas telas, mas não por isso menos emocionante. Senti como se estivesse entrando na minha infância, tirando foto na mesa da grifinória e olhando o professor Dumbledore atrás do pedestal.

Esperando para entrar no Salão Principal
A foto tá péssima, mas o momento compensa
O Salão tem as mesas das Casas, uniformes e bandeiras de cada uma. Na frente, mesa dos professores e manequins de alguns deles, além do placar de pontuação das Casas. A próxima porta abre para um salão enorme - e quando eu digo enorme, é muito grande mesmo. Ali tem o hall dos diretores dos filmes, set de maquiagem e perucas, o portão de Hogwarts. Andando mais um pouco você quase entra na Sala Comunal da Grifinória, sala da aula de Poções e escritório do Dumbledore. Também dá para mexer no Mapa do Maroto interativo e ver aquele pêndulo enorme que aparece bastante no sexto filme. Além disso também tem a cabana do Hagrid, sala da Umbridge, átrio do Ministério da Magia e a moto do Hagrid, vassoura do Moody, etc. 

Espelho de Ojesed
Quarto dos meninos da Grifinória
Sala comunal da Grifinória
A Toca
Saindo desse salão tem um pátio ao ar livre onde dá para comprar Butterbeer. Eu não tomei porque estava congelando, mas me disseram que só tinha a cold (que é gaseificada, o que eu não curto) e parece que é super caro - a souvenir mug deles é tipo metade da que tinha no Wizarding World. Enfim, quem se importa com isso quando na sua frente tem um enorme "Knightbus" roxo de três andares? Além de ter a casa número 4 da Privet Drive, o Ford Anglia azul, a moto voadora do Hagrid, peças de xadrez bruxo e aquela passarela de Hogwarts onde tantas cenas foram filmadas. Uma pena que a luz que eles usam de noite é azul e estraga um pouco as fotos, mas eu planejo voltar lá de novo durante o dia, anyway.

O tour continua ao entrar novamente no prédio, em uma sala com todas as máscaras que usaram para os duendes de Gringotes, alguns elfos (Dobby!), e o Lupin-lobisomem. Tem também uns modelos em tamanho real do Dumbledore, Hermione, Harry, Ron, Hagrid. Além de modelos reduzidos do Aragog e basilisco. Próxima sala - O BECO DIAGONAL! Pensa na felicidade da pessoa andando ali! Tem o Gringotts Bank, Ollivanders, Madam Malkins, Weasley's Wizard Wheezes (ai, Fred! #cry)... Sério, que saudade que deu do meu Wizarding World querido. Espero mesmo que a Universal construa um Diagon Alley lá, com o Hogwarts Express indo de Hogsmeade pra lá ♥
Eu no Beco Diagonal = criança em loja de brinquedo
A próxima sala tem maquetes do castelo de Hogwarts, cabana do Hagrid, a Toca, Hogsmeade (♥), etc. E na outra... ah, nada demais, apenas um modelo super detalhado dos terrenos de Hogwarts. É lindo demais, você consegue ver o castelo, e tudo o que tem em volta com muitos detalhes. Imagina se não chorei. A essa altura a bateria da minha câmera já tinha arriado há tempos e precisei apelar para a câmera do iPhone. Fiquei lá um tempão até achar a luz ideal para tirar fotos legais antes de passar para o próximo ambiente - abarrotado de varinhas, cada uma delas com nome de pessoas envolvidas nos filmes. Desde a J.K. Rowling e o Radcliffe até figurante que nem tinha nome no filme. Bateu até uma saudade de estocar varinhas no Ollivanders em Orlando! haha

Home
Lembrando que o 3 Vassouras do WWoHP é que serviu de modelo pro filme
Sdds varinhas! haha
Apesar de o tour em si ter acabado, ainda havia a loja para ser vista. Eu tinha ido para lá consciente de que ia gastar horrores. Mas, para a minha sorte, não tinha praticamente nada diferente do que vendia no Wizarding World, e tudo o que eu fazia questão já comprei com desconto de Team Member no ano passado. Muita felicidade. A loja é enorme e muito linda. Se eu me distraísse, de repente estava arrumando os produtos fora do lugar! hahaha Certos hábitos não morrem. Lá tem produtos da Honey Dukes, as varinhas (adorava ficar no Wand Floor explicando as varinhas pro pessoal) dos personagens, itens colecionáveis e roupas. Acho que as únicas coisas diferentes do WWoHP são alguns dos livros e os produtos específicos do estúdio da Warner. Não tem as varinhas especiais do Ollivanders, que realmente só dá pra achar na linda da Dervish & Banges. E todos os produtos são iguaizinhos, mas muito mais caros. Os sapos de chocolate, que eu comprava por U$6 com desconto, aqui é £7.


Matando saudade da Hedwig!

Observem que eles não estavam fazendo um trabalho
muito bom com os robes :x hehe
Saí de lá feliz da vida. Como fã de Harry Potter, acho que só poderia ficar mais realizada se conhecesse a Rowling e/ou alguém do elenco dos filmes (exceto o Radcliffe, hehe). Já trabalhei em Hogsmeade, na Dervish & Banges. Ia a Hogwarts todo dia. E agora visitei o estúdio onde toda a magia dos filmes foi feita. Me sinto realmente sortuda nesse momento :)

You Might Also Like

3 comentários

  1. AI CECELAAAAAAA <3! Lots of love for this place already! Deve ter batido aqueeeeeeela saudade. Espero que tudo dê certo, e que possamos ver isso juntas! Eeeeee! <3 Wait for me, London (I hope)! Saudades, Cecelinha!
    Bru

    ResponderExcluir
  2. Que máximo amor! Muitoooo feliz e orgulhosa! Mamis.

    ResponderExcluir
  3. Com um pouco de atraso, colocando leitura em dia. Bjs. Dad

    ResponderExcluir

FOTOS