festas

St. Patrick's Day

18.3.13

Ontem, 17 de março, foi dia de Saint Patrick (São Patrício), padroeiro da Irlanda. A lenda mais famosa associada São Patrício é a de que ele uma vez utilizou um trevo de três folhas para explicar a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo). Na Irlanda, país predominantemente católico, eles comemoram o dia desde o século X. Só que a primeira parada em homenagem ao dia aconteceu em Nova York, EUA! Diz-se que em 17 de março de 1762, soldados irlandeses do serviço militar inglês marcharam através da cidade e, assim, a música e o desfile ajudaram os soldados a se reconectarem com suas raízes irlandesas.

Hoje em dia pessoas de todas as origens celebram o St. Patrick's Day, especialmente nos Estados Unidos, Canadá e Austrália. Na Irlanda, o dia sempre foi tradicionalmente religioso - até 1970 os pubs nem podiam abrir nesse dia. Só que em 1995 o governo decidiu, como medida para impulsionar o turismo e mostrar a cultura irlandesa para o mundo, acabar com essa lei. Em Dublin, a data é comemorada durante vários dias com desfiles, paradas, peças teatrais ao ar livre e fogos de artifício. E, claro, muita gente bebendo muito nas ruas! hahaha

Ingleses e irlandeses têm aquela velha rixa, mas no domingo Londres ficou verde. No metrô todo mundo tinha algum acessório em homenagem ao dia, e ao sair da estação Leicester Square, próxima a Trafalgar (onde estava rolando o festival), dava para ver uma grande onda verde. Até a vitrine da M&M's World estava toda nessa cor. Tinha gente de cartola, cachecol de bandeira da Irlanda, pintura facial... E até umas pessoas fantasiadas da cabeça aos pés de Leprechaun ou um ser verde não identificado (meio que parecia com esse sapo, mas não tenho certeza). 


Enfim, o clima da festa é ótimo. Não posso dizer o mesmo de Londres, que ficou de doce e chovendo de vez em quando durante o dia. Mas isso não estragou o ânimo das pessoas que estavam na rua bebendo desde de manhã (claro, né). Tinha uma mega estrutura na Trafalgar Square com shows o dia todo. Quando cheguei uns artistas irlandeses estavam no palco tocando músicas bem legais. Ficamos assistindo um pouquinho antes de subir pra algum pub ali nas redondezas. Quase todos tinham uma fila enorme, mas acabamos decidindo que a do O'Neills, que já conhecíamos, estava menos pior. Acabamos perdendo um tempão porque na hora de entrar disseram que custava £10, sendo que vários outros lugares eram free.

No festival da Trafalgar
Square
Rolou revolta com a grosseria de um segurança de lá e o tempo perdido, mas o lado bom foi conhecer várias pessoas aleatórias na rua. Como St Paddys = beber o dia inteiro (muitas vezes no meio da rua mesmo, por que não?), todo mundo fica mais amigável. Conhecemos outros brasileiros, irlandeses, americanos, finlandeses... Só que em algum momento fomos usar o banheiro do McDonald's e perdemos todo mundo, e aí foi quando resolvemos ir pra um bar onde algumas outras pessoas da UEL já estavam.

O bom foi que o irlandês que conhecemos tinha falado mal do TigerTiger, mas lá acabou sendo super legal. Entramos de graça; tinha bastante gente mas sem estar overcrowded; só tocou música boa e tinha esquema de drinks pela metade do preço. Não dá pra querer muito mais, né? Dançamos loucamente até a hora de sair a tempo de pegar o metrô pra casa (voltar de nightbus demora MUITO). Imagino que St. Patrick's em Dublin seja inesquecível, mas o de Londres também foi muito bom :)

You Might Also Like

0 comentários

FOTOS