break

Vienna, Austria

16.4.13

Saindo da Cracóvia no dia 25/03, seguimos para Viena. Fomos de ônibus com uma empresa grande daqui, a Eurolines. O que não quer dizer muita coisa, porque o papel higiênico do banheiro acabou em menos de uma hora (de uma viagem de sete) e a torneira tinha sido arrancada. As cadeiras eram um pouquinho desconfortáveis pra uma viagem longa, também. Mas o mais chato é que foram tantas paradas longas e desnecessárias que acabamos atrasando pouco mais de uma hora para chegar. Passamos pela Eslováquia e chegamos em Viena à noite. Estava nevando tanto quanto na primeira noite na Cracóvia, e a neve estava alta também.

A essa altura já não queríamos mais neve - é bonitinho pra ver, mas atrapalha os passeios! Mas como infelizmente não há nada a fazer, fomos puxando nossas malas e tentando evitar montinhos de gelo até a estação de metrô. De lá foi relativamente fácil achar o hostel, que ficava super bem localizado. Só que rolou mais cenas de filme de terror: saindo da estação, não tinha uma alma viva na rua. Só tudo escuro, silencioso e aquela neve caindo sem parar. Ainda bem que o Wombats, o hostel, ficava a menos de dois quarteirões.

Área de computadores do Wombats
O Wombats é super diferente do Greg&Tom, nosso hostel da Cracóvia. Ele é enorme e tem várias filiais pela Europa, e na verdade parece um hotel com "menos luxo". Como éramos cinco, ficamos em um quarto só pra gente com nosso próprio banheiro, então parecia hotel mesmo - hotel com beliches. Eles servem um café da manhã ótimo por €3,80, então como a viagem tinha uma vibe bem low cost a gente comia muito, muito bem no café para depois só precisar comer lá pelas 17h, hahaha.


Decidimos que no primeiro dia íamos visitar o Palácio Schonbrunn, residência de verão da família imperial austríaca. Ele é conhecido como o Versalhes de Viena, por isso a visitação é meio carinha (pro nosso bolso, pelo menos): pagamos €14 no preço de estudante. E caímos na besteira de pegar um ingresso mais completo, que era só uns 2 euros a mais que o básico. Esse "plus" dava direito a visitar os jardins do palácio e algumas outras áreas externas. Primeiro entramos no Palácio - onde não podia tirar foto - e vimos todos os cômodos, ouvimos bastante história etc. A famosa Maria Antonieta passou muitos verões em Schonbrunn. E Maria Leopoldina de Habsburgo se casou com Dom Pedro I, confesso que nem lembrava mais disso das aulas de História!

Versalhes de Viena?
Fofuras pascoais na feirinha do Palácio
Foi tudo muito agradável, até irmos para as áreas externas do Palácio. Nesse dia estava nevando horrores, mais ainda do que na Cracóvia. A neve estava super alta, era até difícil de andar. Mas lá fomos nós fazer valer nosso ingresso! Eu imagino que na primavera aquele lugar seja maravilhoso. Só que no inverno, com todas as árvores peladas e os arbustos dos labirintos idem, e tudo soterrado por camadas e mais camadas de neve, não é tão encantador. Dito isso, a gente não se abalou e se divertiu horrores. Pulamos na neve, fizemos vídeos na neve, tivemos pena dos patinhos nadando na água quase congelada, tiramos fotos, andamos nos labirintos que a família imperial usava pra passar o tempo, etc.

Vários passatempos nos labirintos
do jardim imperial
Neve, neve e mais neve! Cadê jardim?
Saindo de lá, resolvemos ir comer. Onde? Em um restaurante italiano, claro! (se não entendeu, expliquei aqui) E depois do restaurante italiano fomos à Ópera Estadual de Viena assistir um balé básico. O lugar é lindo! Como somos low cost, compramos os standing tickets, que custam €4. Eu estava super cansada, então apesar de as apresentações serem lindas, cochilei algumas vezes. E olha, é bem difícil ficar em pé no escuro e quietinha por duas horas e meia!


No dia seguinte fizemos o walking tour de Viena. Meu deus, que cidade linda! (sem referências a Renato Russo, haha) Por ser uma cidade imperial, é tudo muito luxuoso, pomposo. Também bastante caro - sofremos para comer lá. Mas a cidade é muito bonita mesmo, quem gosta de arquitetura deve enlouquecer em Viena. Passamos pelo mercado da cidade, pela Ópera, pelo bairro judeu, pelo Hofburg Palace (a residência de inverno) e diversos outros prédios e monumentos maravilhosos. Saindo do tour, paramos em um típico café vienense chamado Aida para comer alguma coisinha. O lugar é muito fofo e tem muita coisa bonita e gostosa, a vontade que dava era de sentar ao balcão bem em frente das comidas e passar uma tarde inteira experimentando um pouco de cada.

Como não tínhamos esse tempo nem dinheiro e tampouco poderíamos comer tantas calorias, eu dividi um apple strudel e um Mozart Cake com a Amanda. Depois resolvemos andar, olhar souvenirs e depois ir à "prainha", um local à beira do canal do Danúbio onde tem areia, uns quiosques e muito street art. Pena que, por ser inverno, os quiosques não estavam abertos e o lugar estava meio vazio, mas tem uma ótima vista ainda assim. A próxima parada foi a Lomography Shop, mas pouco antes de chegar aconteceu uma tragédia que me deixou muito #chateada: minha câmera caiu no chão e o LCD parou de funcionar. Olha, tinha alguma coisa comigo nessa viagem, eu estava muito azarada! Ainda tinha mais 3 cidades pra visitar e nada mais de câmera. Ainda bem que a Bia, sendo fotógrafa e tal, tinha muito espaço no cartão de memória e tirou fotos pra mim ♥

No último dia passeamos pelo mercado, comemos e cochilamos no hostel. O ônibus para Praga estava programado para sair às 17h40, então chegamos no local bem cedinho, por volta de 16h. Às 17h20 entramos na fila para embarcar, maaaaaas como eu já comentei que essa viagem parecia coisa de sessão da tarde, o bilhete de três de nós estava errado. Eu ainda não sei como eu, Lara e Bia compramos ingressos igualmente errados se cada uma fez sua compra separada. A gente ficou especulando se não foi um bug do site (que, por falar nisso, era em tcheco e com pouquíssimo suporte pra inglês), mas não tinha o que fazer. Ficamos muito desesperadas, xingamos e aí resolvemos voltar para uma estação de metrô que sabíamos que teria wifi para resolver a vida.

O resto da saga até chegar em Praga eu conto no próximo post ;)

You Might Also Like

1 comentários

  1. Ahahaha...cairam na pegadinha do passeio pelos jardins do palácio em plena neve?! Ainda bem que curtiram e fizeram do limão uma limonada...rs...não é a toa que os nobres usavam esses palácios apenas como residência de verão, né?!..rs
    Adorei ler sobre a estadia de vocês em Vienna!! Muito legal a viagem!!!
    bjs
    Data

    ResponderExcluir

FOTOS