lazer

Brussels and Bruges, Belgium

19.8.13


Queria começar dizendo que a Bélgica é o país mais fedido que já visitei até agora. Sério, sempre ouvi falar dos franceses, mas pode ser que a fama tenha se esticado até os belgas também... Fato é que o metrô fedia a gente que não toma banho e todo mundo, do motorista do ônibus de volta pra casa até o cara no nosso quarto do hostel, tinha um cecê (como escreve? haha) incrível. Ficamos hospedadas num híbrido entre hostel e hotel em Bruxelas que é muito bom, mas um dos nossos companheiros de quarto fedia muito! 

O critério de comparação de fedor é um morador de rua que entrou no nosso vagão no metrô de Berlim carregando uma sacola enorme - tão fedido que não duvidaria muito se fosse um corpo apodrecendo dentro da sacola (desculpem pela imagem, mas é muito sério). O negócio tava tão ruim que todo mundo no vagão cobriu o nariz, sem cerimônia nenhuma. Pois é, achamos que o cara do hotel de Bruxelas tenha se abraçado com o tal corpo e rolado no lixão, porque tava difícil! hahaha Mas ok, desculpa pela introdução nojenta. É só clicar em 'mais informações' pra ler um pouquinho sobre Bruxelas e Bruges!


Moving on do fedor geral dos belgas, o segundo aspecto foi que lá estava muito quente. Foi o único lugar da viagem onde não precisei nem de um cardigã leve à noite, porque a temperatura continuava bem alta. Um dia pegamos máxima de 36, socorro! Mas sobrevivi e consegui conhecer a Grand Place (ou Grote Markt - as línguas oficiais da Bélgica são francês, alemão e neerlandês, super confuso), que é maravilhosa e faz parte da lista de patrimônio mundial da Unesco. Lá fica o prédio da prefeitura e vários cafés e restaurantes charmosos. 
Grand Place
Rua fofa na região central de Bruxelas
Não muito longe, passando por uma rua cheia de lojas de chocolate, fica a estátua Manneken Pis, de um garotinho fazendo xixi na fonte. Ao olhar pra estátua em si é difícil entender porque a imagem é vendida em todas as lojas de souvenir, mas aparentemente a fama da criança se deve a várias lendas e o fato de que já foi roubada pelo menos sete vezes. Entre outros pontos famosos, também fomos ao Atomium e à Catedral, ao prédio da bolsa de valores, etc.

O minúsculo Manneken Pis
CHOCOLATE ♥
Atomium
Apesar da parte central de Bruxelas ser muito bonita, o resto é uma cidade grande até meio feia. Bruges, porém, é toda linda e fofa. Pegamos o trem para ir lá um dia e conhecemos tudinho em umas 3 horas, mas mesmo pequena a cidade é muito gostosa de passear. Andamos pelo Minnewaterpark que, por ser quieto e um pouco afastado, tem um clima medieval com suas pontes e uma torre fortificada para proteger a cidade de invasões vikings.

Vista do Minnewater
Ao sair do parque e andar por ruelas estreitas entre as casinhas, passamos por uma espécie de mosteiro e entramos na cidade. Bruges é cheia de passagens medievais, e passamos por uma particularmente estreita pra chegar em uma rua cheia de lojas de chocolate. Meu Deus, que paraíso! Só de andar por ali já vem aquele cheiro delicioso... Continuamos para o museu onde antigamente funcionava o hospital St. John, cujos prédios datam do século XXIII. Depois de passar por pontes, palácios e vistas super românticas, além da praça principal com predinhos coloridos, terminamos o tour.

Antigo St. John's Hospital
Uma das várias vistas fofas de Bruges
A gente tinha comido um café reforçado, então eu não consegui almoçar. Mas até parece que ia recusar um waffle com sorvete naquele calor, né? Também comprei minha primeira barra de chocolate belga artesanal - que logo derreteu no calor intenso, mas era deliciosa. E o último dia, que na verdade seria só a parte da manhã, foi totalmente dedicado a comprar muitos chocolates. Quem me conhece deve saber o quanto fiquei feliz naquele lugar. Pra ser melhor, só se chocolate não engordasse...

PS: algumas fotos são da fofa da Anne Beatriz Costa, fotógrafa muito mais talentosa e com uma câmera infitamente melhor que a minha :)

You Might Also Like

0 comentários

FOTOS