Londres

10 Years of McFly

23.9.13

They’ve toured stadiums, sold out shows, starred in films and reality shows – and yet they seem unfairly overlooked by a lot of media outlets and brushed off as mere ‘boy band pop fodder’. This is incredibly unfair and a disservice  to what could arguably be one of the best bands this country has ever produced. (Eles já fizeram tours de estádio, esgotaram shows, estrelaram em filmes e reality shows – e ainda assim eles são negligenciados injustamente por muitos meios de comunicação e descartados como uma mera 'boy band pop'. Isso é incrivelmente injusto e um desserviço ao que poderia facilmente ser uma das melhores bandas que este país já produziu.)

Obrigada por esta matéria, Mr. Seamus Duff! Enquanto eu discordo de alguns argumentos usados (vamos com calma pra falar de Beatles, não dá pra falar do cenário musical de agora como se fosse o mesmo da década de 1960), o resto tá bem certeiro.


O McFly comemora 10 anos de carreira esse ano e eu não poderia ser mais grata por estar em Londres nesse momento (valeu de novo, Dilmãe!). É verdade que eu não posso dizer que sou fã desde o comecinho, mas quase: conheci a banda pelo segundo álbum de estúdio, Wonderland. Para ser mais precisa, as primeiras músicas deles que escutei foram All About You e I'll Be Ok, que me arrancou um sorrisinho num momento em que estava meio mal. A banda faz parte da minha vida há 8 anos, o que não é pouca coisa.

Quando eles anunciaram os shows eu marquei no calendário a data de venda e acordei cedo pelos ingressos. Que bom, porque esgotou tudo em menos de meia hora. Dessa vez, ainda bem, a Lei de Murphy não me pegou e eu consegui ingressos pra terceira fileira, BEM no meio! Nunca vi um show deles de tão pertinho. O primeiro show, de quinta-feira, foi ótimo e emocionante. Foi a primeira vez que eles tocaram Love Is On The Radio, próximo single, pro público. Também foi a primeira vez que McFly e Busted tocaram juntos no palco e foi insaaaaaane!

Apesar de ter sido muito muito bom, eu não saí de lá com aquele sentimento de que foi o melhor show ever, como geralmente acontece (não só com eles – esse ano também rolou depois do show do The Killers). Pra mim o show de Cardiff continuava no topo. Mas isso não quer dizer que tenha sido decepcionante, tanto que chegando em casa comprei ingresso para o domingo. O show estava esgotado, mas nas vésperas liberaram ingressos extras, e eu peguei um lugar bem na lateral dessa vez.
AINDA BEM que resolvi fazer isso, foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado. Meu lugar era do lado direito (da visão do público) do palco, onde o Dougie sempre fica, e eu estava na escada. Na primeira noite dava pra perceber que eles estavam meio nervosos e empolgados com a estreia, o que não demonstra amadorismo, mas eles interagiram um pouquinho menos e tal. Já no último dia eles estavam super soltos, fazendo piadas a rodo e se jogando na plateia.


Por 'se jogar' não quero dizer que fizeram mosh na galera, mas eles aproveitavam as aberturas na lateral do palco e subiam as escadas. O Dougie subiu duas ou três vezes bem do meu lado e o Danny foi lá tantas vezes que nem lembro. Ele parou cantando na minha frente e apontou a guitarra pra eu "tocar"; depois em 5 Colours subiu pra fazer o solo e chamou o Dougie pra ele tocar também, etc. Foi muito amor! Na hora de descer ele se jogou na guria que tava bem na minha frente, dá pra ver tudo no vídeo:


Os fãs antigos ganharam de presente várias músicas do primeiro álbum que eles não costumam tocar ao vivo, como Saturday Night e Surfer Babe logo na abertura. Fizeram vários vídeos com pessoas que marcaram a carreira deles, tipo o Chris Moyles, da BBC Radio 1, a apresentadora Fearne Cotton, etc. Eles tocavam duas ou três músicas e vinha um novo vídeo - tinha vídeo de fãs, da gravação do novo álbum no Texas... Por falar nisso, foi lá que eles adquiriram a pegada meio country de Love is On The Radio.
Apesar do nome familiar que parece mistura de dois singles anteriores, esse é bem diferente de qualquer outro trabalho do McFly - e ainda assim mantém a essência da banda, diferente de Above The Noise (sorry, não consigo não alfinetar esse álbum!). Tem violino, gaita e uma pegada country, mas ainda é McFly. Um dos momentos mais empolgantes do show foi quando James Bourne e Matt Willis do Busted entraram no palco pra tocar 3 músicas junto com os meninos. Os dois entraram assim que acabou o vídeo com depoimento deles e todo mundo foi à loucura com 'McBusted'!


Eles estão de parabéns e merecem os elogios, pois são uma banda sólida e talentosa. Mas agora que venha o álbum 6, já fomos enrolados o suficiente!
______________________________________________________________
PS: a maior parte das fotos desse post são da Ana Luiza Souza, que tava comigo no show. Minha câmera não fotografa muito bem, mas o vídeo é ótimo e esses são todos meus ;)

You Might Also Like

0 comentários

FOTOS