Disney

Disneyland Paris vs. Disney World

25.9.13

Antes de começar, aviso que esse post vai soar meio fresco pra quem não conhece ou não curte a Disney. Mas sei que os amigos Disney Freak (não que eu seja uma, haha) vão entender ;)

Eu e meus pais tiramos um diazinho em Paris para ir à Disneyland matar um pouco da saudade da Disney (pelo menos no caso da minha mãe e meu). Os parques ficam ao leste de Paris, em Marne-la-Vallée, e demora uns 40 minutos para chegar de trem, dependendo da estação de origem. O Disneyland Resort da França segue o padrão de sempre: tem um complexo de hotéis (no caso, sete); um "Downtown Disney", chamado de Disney Village; e dois parques, o Disneyland Park e o Walt Disney Studios Park. 

Pra quem já foi tanto ao Disney World em Orlando - de dezembro de 2011 a fevereiro de 2012, terça era "dia de Disney", haha - é impossível não comparar. Até porque os parques são feitos exatamente nos moldes dos originais nos EUA. Mas pra entender um pouco mais as diferenças, ajudou saber pelo meu pai que a Eurodisney demorou bastante a pegar. A vibe dos europeus é bem diferente dos americanos, mesmo, então é até fácil entender por que o conceito do parque não foi sucesso imediato. Além disso a Disneyland Paris, que está comemorando 20 anos em 2013, passou por períodos de tanta crise que tiveram que vender boa parte em ações, das quais hoje a Walt Disney Company só possui 39.78%.

Dito isso, vou começar as comparações.

Organização: enquanto as entradas dos parques do Disney World são geralmente lotadas, pelo menos a fila flui enquanto seguranças rapidamente checam bolsas, mochilas e sacolas. Na Disneyland Paris, que comparativamente estava vazia, demorou bastante e as filas eram confusas. Estavam mandando um monte de gente com bolsas pequenas para a fila do scanner (tipo aquele de aeroporto que checa as bagagens), que é reservado para mochilas grandes ou malas, e aí demora mais.

Magic: no Disney World você nunca esquece onde está, porque a todo tempo tem músicas de filmes, merchandising bem debaixo do seu nariz, guests com orelhinhas de Mickey/Minnie, personagens, etc ao seu redor. A impressão que tive na Eurodisney é que o pessoal compra menos e os produtos ficam mais restritos às lojas - não tem muitos carts na rua. Também achei que tem bem menos character greetings espalhados pelo parque; eles se restringem a locais específicos in doors.

Uma coisa que os cast members precisam fazer é keep the magic (manter a mágica) da Disney, e isso significa estar sempre dentro do tema - o que inclui a costume ("fantasia" que na verdade é o uniforme de trabalho) certa. Em várias atrações vi cast members com costume diferente da ride em que estavam trabalhando, o que é bem estranho - qual o sentido de um cara vestido de condutor de trem da Big Thunder Mountain na Haunted Mannor (Mansão Assombrada)?

Padrão de qualidade: nas três ou quatro vezes que precisei usar o banheiro durante o dia, ele nunca estava limpo. Fui em um que tinha montes de papel higiênico no chão, vasos entupidos, sabonete líquido espalhado na bancada da pia... Em Orlando o custodial que deixasse isso acontecer ia ganhar uns bons pontos (que na Disney é ruim pro seu record card) e levar uma bronca enorme. Ao redor do parque também rolava lixo no chão de vez em quando, tirando aquela impressão de lugar impecável que os  grandes parques temáticos geralmente passam.

Atrações: no Walt Disney Studios Park, feito aos moldes do Hollywood Studios, há rides clássicas, como a Hollywood Tower of Terror e a Rock'n'Roller Coaster (amo!); e também algumas diferentes, como a montanha russa do Nemo (que estava com 'problemas técnicos' na hora que fui e não consegui voltar. Aliás, uma coisa chata foi que várias atrações estavam com dificuldades técnicas nesse dia.

Já o parque principal é basicamente a mesma coisa do Magic Kingdom, só que o castelo é da Aurora, e não da Cinderela. A main street é muito igual e as lands (Futureland, Fantasyland, Frontierland, Adventureland) são as mesmas. As famosas atrações Piratas do Caribe, Space Mountain e Big Thunder Mountain estão presentes, e existem outras diferentes. Gostei muito do labirinto da Alice, mas quase dormi no curta 3D do Michael Jackson, Captain EO (e olha que eu curto MJ).


Restaurantes: ponto positivo pra Disneyland Paris! No Studios tem o restaurante fofo do Ratatouille e no outro, tem o Agrabah Café, o Hakuna Matata e o Blue Lagoon, com tema caribenho e que fica praticamente dentro de Pirates of Caribbean - das mesas dá pra ficar vendo o pessoal nos barquinhos. Só fiquei chateada porque passei o dia inteirinho desejando os corn dog nuggets do Casey's Corner e quando cheguei lá não tem! Acho que é americano demais, hehe.

Shows: a parade da tarde é boa, mas um pouco fraca. Já o show noturno de luzes e fogos no castelo é fantástico! Uma das poucas coisas que mantém o altíssimo padrão Disney lá. São quase 30 minutos de uma historinha musical projetada no castelo e cheia de fogos de artifício. Assista:



Disney Village: este é o Downtown Disney de Paris, e é menor mas tem basicamente todos os carros-chefe da versão americana: Planet Hollywood, Rainforest Café, Earl of Sandwich. Também conta com várias lojas e lanchonetes comuns como McDonald's, além de eventos especiais. Nós evitamos o rush nos restaurantes do parque para ir almoçar na Disney Village e escolhemos o Earl of Sandwich (depois, de sobremesa, o Volcano do Rainforest!).

Com esse post eu não quis soar como se estivesse desprezando a Disneyland Paris. São apenas comparações que soltam aos olhos entre o parque de Orlando e esse. Mas eu adorei o dia e super recomendo a quem tiver 6 dias ou mais em Paris dar um pulo lá! Se for planejado com antecedência, dá pra comprar online o bilhete Francilien, que é bem mais barato que o regular.

You Might Also Like

0 comentários

FOTOS